Santana Lopes e a câmara de Lisboa

Já e uma notícia antiga, mas não podia deixar passar esta…

Isto é muito giro..ai é é…

Pelos vistos o nosso antigo primeiro ministro e antigo presidente da CML:

A Assembleia da República aprovou hoje o levantamento da imunidade parlamentar do deputado do PSD Pedro Santana Lopes para responder como arguido num processo sobre a suspeita da prática de um crime de abuso de poder relacionado com a Câmara de Lisboa.

Até aqui tudo bem, já toda a gente sabe que o Santana Lopes, não é flor que se cheire..

A parte que eu não percebo é esta:

Pedro Santana Lopes deverá ser aprovado já na próxima reunião da Comissão Política do partido, na terça-feira, como candidato do PSD à Câmara de Lisboa nas autárquicas de 2009

Alguém que me explique isto, o homem foi considerado arguido, sobre a suspeita de abuso de poder relacionado com a CML, como é que é possível que o deixem candidatar, melhor ainda, como é que é possível que alguem o apoie? Tudo bem que temos a máxima: “Inocente até prova em contrário…” mas…vamos lá ter calma…não estamos a falar de um gajo qualquer, estamos a falar de alguém que vai ter muito poder na mão..

Já estou a imaginar, se eu fosse para um novo emprego, e disse-se, epá no dia X, não vou poder ir, porque fui considerado arguido num crime de roubo/droga/whatever… tava-se mesmo a ver o que é que acontecia…ia logo parar ao olho da rua…

Agora estes gajos, é na boa…podem-se candidatar a CML’s e afins… ( nem vou falar do Isaltino, Valentin e Felgueiras…é que nem vale a pena )…

E deixo a pergunta no ar…como é que isto é possível? Como é que é possível alguém que é arguido de algum crime, poder ser candidado a uma câmara?

Para mim? É tudo corrupto…não há nenhum que se aproveite!

Um bem haja a todos…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>