Estado laico…

Ora bolas… estava eu convencido que vivia num estado laico..

Afinal não me parece..

Só dar aqui dois exemplos:

1º As jornadas parlamentares do PSD em Espinho..é que na segunda-feira ao jantar, as jornadas foram abençoadas por um qualquer bispo da magnífica igreja católica portuguesa! ( fonte: Sábado – Blogue de Esquerda )

Humm… estado laico…

2º “Movimento dos Socialistas Católicos”…. só o nome mete medo… já estou a vê-los de escudo numa mão e espada na outra no parlamento a gritarem: “Para trás pecadores! Para trás!

Vamos lá a por os pontos nos i’s, a mim tanto me faz que o Presidente da República acredite que existe Deus ( de forma assim assim ou assada ) e até mesmo o Primeiro Ministro… desde que não tomem decisões baseadas na fé…

Como por exemplo a lei do aborto…eles não podem tomar uma decisão baseada na sua religião.. isto porque vivemos num estado laico.

Agora para dar na cabeça da malta do PSD e do PS…

Gostava de saber, sinceramente porque é que raio é que um bispo foi jantar às jornadas parlamentares do PSD? Foi para abençoar a Ferreira Leite? Abençoar o partido? Se foi por causa disso até não me chateio… agora se foi para se meterem todos na cama uns com os outros.. aí é que a porca torce o rabo! Estado Laico minha gente.. Estado Laico..

Agora toca de dar na cabeça à esquerda… ó meus amigos… “Movimento dos Socialistas Católicos”, mas que raio é isto?

Um excerto da Constituição Portuguesa:

“Artigo 41.º
Liberdade de consciência, de religião e de culto

1. A liberdade de consciência, de religião e de culto é inviolável.

2. Ninguém pode ser perseguido, privado de direitos ou isento de obrigações ou deveres cívicos por causa das suas convicções ou prática religiosa.

3. Ninguém pode ser perguntado por qualquer autoridade acerca das suas convicções ou prática religiosa, salvo para recolha de dados estatísticos não individualmente identificáveis, nem ser prejudicado por se recusar a responder.

4. As igrejas e outras comunidades religiosas estão separadas do Estado e são livres na sua organização e no exercício das suas funções e do culto.

5. É garantida a liberdade de ensino de qualquer religião praticado no âmbito da respectiva confissão, bem como a utilização de meios de comunicação social próprios para o prosseguimento das suas actividades.

6. É garantido o direito à objecção de consciência, nos termos da lei.”

Fonte: Constituição da República Portuguesa.

Comunidades religiosas e companhias estão separadas do Estado, agora expliquem-me como é que é permitido existir algo chamado “Movimento dos Socialistas Católicos”?? Embora seja um movimento e não uma comunidade.. e blasfemando..por amor de Deus! Estão-me a atirar areia para os olhos é?

E quantos destes meninos e meninas que fazem parte deste “movimento“, é que estão neste momento nas trincheiras do parlamento na bancada socialista? ( Ainda andei à procura de uma lista de membros, mas nada..se alguém encontrar que diga.. )…

E se realmente existirem, quando deles é que votam nas várias propostas lei ( e afins ), baseados na sua religião? Isto é um erro! Isto é de uma promiscuidade tal que me mete nojo!

Não voltemos a cair no mesmo erro dos nossos antepassados, onde só se respondia a Deus… quer Deus exista quer não exista… tirem a igreja ( qualquer ela que seja ) da política… as igrejas não têm nada que lá andar a meter os tentáculos cheios de preconceitos e ideias retrógradas, que só prejudicam as pessoas e o Estado de Direito…

Um bem haja a todos…

PS: Sinto-me feliz por não ter votado PS ( nem que seja por o meu voto não ter ido para uma cambada de religiosos fanáticos passe a expressão.. )…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>