Escolhas…

A minha mente está um caco,
sinto um cansaço,
a criação a surgir,
e o mundo a fugir.

Que caminho devo tomar?
Por um lado, a infelicidade.
Por outro, a infelicidade,
de nenhum deles posso retornar.

Sinto-me encurralado,
é altura de mudar.
Talvez reiterar,
seja melhor explicado.

Mas não existe explicação,
para isto não,
nas outras cenas,
não existem incertezas.

A escolha está aí,
outra vez caí.

Caí no mar,
a caminho do lugar,
que me faz sonhar,
estou-me a afogar!

Afogo-me no trabalho,
em busca da realização,
ao encontro de algo,
mas não,
obtenho qualquer resultado.

Apenas um buraco negro,
que se alimenta,
de toda a matéria,
até tudo ficar negro.

Tudo é estático,
tudo é movimento,
enquanto me alerto,
para o inevitável.

A escolha,
não há escolha,
apenas a ilusão
da escolha.

Um bem haja a todos..

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>